Braslia / DF - quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Calendário Vacinal

Idade

 

Ao nascer

2 meses

3 meses

4 meses

5 meses

6 meses

7 meses

12 meses

15 meses

18 meses

4 a 6 anos

11 anos

14 anos

BCG

X

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Hepatite B

X

X

 

X

 

X

 

 

 

 

 

 

 

DTP/DTPa

 

X

 

X

 

X

 

 

X

 

X

 

 

dT/dtpa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

X

Hib

 

X

 

X

 

X

 

 

X

 

 

 

 

VIP/VOP

 

X

 

X

 

X

 

 

X

 

X

 

 

Pneumocócica conjugada

 

X

 

X

 

X

 

X

 

 

 

 

 

Meningocócica C e A, C, W, Y conjugadas

 

 

X

 

X

 

X

X

 

 

 

 

 

Meningocócica B recombinante

 

 

X

 

X

 

X

X

 

 

 

 

 

Rotavírus

 

X

 

X

 

X

 

 

 

 

 

 

 

Influenza

 

 

 

 

 

X

X

 

 

 

 

 

 

SCR/Varicela/

SCRV

 

 

 

 

 

 

 

X

X

 

 

 

 

Hepatite A

 

 

 

 

 

 

 

X

 

X

 

 

 

Febre Amarela

A partir dos 9 meses de idade

HPV

Meninos e meninas a partir dos 9 anos de idade

Dengue

Para crianças e adolescentes a partir de 9 anos de idade

Hepatite B: Aqueles que forem vacinados em clínicas privadas podem manter o esquema de 3 doses, a 1ª ao nascimento, a 2ª e a 3ª dose aos 2 e 6 meses.

DTPa: A vacina acelular deve substituir a de células inteiras pois tem eficácia similar e é menos reatogênica.

VIP: As 3 primeiras doses devem ser feitas obrigatoriamente com a pólio inativada.

Pneumocócica conjugada: Crianças com esquema completo com a vacina 10-valente podem receber uma dose adicional da 13-valente, até os 5 anos com o intuito de ampliar a proteção para os sorotipos adicionais.

Meningocócica conjugada: Crianças com esquema completo com a MenC podem se beneficiar com uma dose de MenACWY a qualquer momento respeitando-se o intervalo mínimo de 1 mês entre as doses. A recomendação de doses de reforço 5 anos após (5 e 6 anos) e na adolescência (a partir dos 11 anos) é baseada na rápida diminuição dos títulos de anticorpos associados à proteção.

Meningocócica B recombinante: Para crianças que iniciam a vacinação entre 1 e 10 anos, são indicadas 2 doses, com 2 meses de intervalo. Adolescentes e adultos 2 doses com 1 mês de intervalo

Rotavírus pentavalente: Administrada via oral em 3 doses. Monovalente em 2 doses (2 e 4 meses).

Influenza: Utilizar preferencialmente as vacinas quadrivalentes pelo maior espectro de proteção. A primovacinação deve ser feita com 2 doses com intervalo de 1 mês.

Tríplice e tetraviral: Recomenda-se uma 2ª dose da vacina de varicela para otimizar a eficácia. A vacina de varicela pode ser indicada na profilaxia pós-exposição preferencialmente nas primeiras 72 horas após o contato.

Hepatite A: A vacina deve ser administrada em 2 doses, a partir dos 12 meses.

Febre Amarela: Recomenda-se dose única sem necessidade de reforço. A vacina não deve ser administrada no mesmo dia que a vacina tríplice viral devido a possível interferência na resposta imune.

HPV: A vacina quadrivalente está indicada para mulheres de 9 a 45 anos e para homens de 9 a 26 anos em 3 doses. A 2ª dose deve ser administrada após 2 meses e a 3ª dose 6 meses após a 1ª. A vacina do PNI é de 2 doses, sendo a 2ª 6 meses após a 1ª. Há ainda controvérsias em relação ao esquema de 2 doses, como duração da proteção, eficácia na prevenção de verrugas genitais e proteção para os cânceres não cervicais relacionados ao HPV.

Dengue: 3 doses (0,6 e 12 meses) e está recomendada a partir dos 9 anos até os 45 anos.